Meia de Compressão para Viagem: Por que usar ?

Já ouviu alguém falar sobre a necessidade de usar Meia de Compressão para Viagem, mas não sabe o porque ?

A falta de espaço e o desconforto de permanecer sentado durante horas seguidas em viagens (de avião, carro, ônibus, trem) fazem com que as pernas e os pés sofram muito nesse período. Isto ocorre por causa da ação da gravidade e da falta de movimento. Com maior acúmulo de líquido, as pernas e os pés ficam inchados e podem doer, ocasionando a dificuldade de locomoção.

O problema pode ser ainda mais intenso em pessoas que têm varizes, insuficiência cardíaca ou tendência a apresentar inchaços, (edemas) nos pés e pernas. 

Trombose Venosa Profunda (TVP)

A Falta de circulação do sangue, principalmente nas pernas, leva a formação de coágulos  (semelhante a quando há um corte na pele e o sangue coagula para interromper o sangramento) Este coágulo pode obstruir a passagem de sangue pela veia, ocasionando a trombose venosa profunda.

Uma das manifestações da trombose venosa que mais trazem risco à vida é a Embolia Pulmonar. Ela ocorre quando um Trombo (ou Coágulo), geralmente formado nas veias dos membros inferiores, se desprende e ao chegar no Pulmão interrompe a circulação de sangue.

Os sintomas são típicos da TVP e podem surgir em questão de horas, dias ou até mesmo semanas após a viagem.

Qual o Risco ?

O risco de embolia pulmonar grave imediatamente após um voo aumenta com a duração da viagem. Varia de zero em voos com duração inferior a três horas a 4,8 eventos por milhão em viagens com duração acima de 12 horas. (Nik Neves/SAÚDE é Vital)

Principais Fatores de Risco

  1. Ficar sentado por períodos superiores a quatro horas em assentos apertados que comprimem os membros inferiores (especialmente a região da panturrilha),
  2. Desidratação por baixa ingestão de líquidos, por excesso de álcool, ou pela baixa umidade da cabine (Dentro do avião, Durante o Voo, o nível de umidade chega a menos de 20%!)
  3. Idade do passageiro acima de 40 anos,
  4. Altura superior a 1,80 m,
  5. Veias varicosas nos membros inferiores,
  6. Pessoas cardiopatas, ou que se submeteram recentemente a cirurgias,
  7. Antecedentes prévios de trombose nos membros inferiores ou embolia pulmonar,
  8. Fraturas recentes nos membros inferiores
  9. Mulheres que usam contraceptivos orais

Qual Meia de Compressão escolher ?

Quem já tem problemas de edema ou varizes em pernas e pés – deve antes da viagem procurar o médico, para que seja determinada o nível de compressão adequado. Para quem não tem problema, uma meia de compressão para viagem ou uma meia de compressão suave pode dar conta do recado. Mas, ela é totalmente indispensável.

As meias de compressão são produzidas a partir de um sistema de compressão graduada que é maior na região do tornozelo e diminui gradativamente na direção da panturrilha, ajudando na circulação do sangue nos membros inferiores.

Leia também: Como saber o tamanho da sua meia de compressão.

Dicas

Movimente-se: 

Levantar-se e caminhar ao menos por cinco minutos a cada duas horas. Caso não seja possível, tente simular uma caminhada com movimentos em suas pernas ou ao menos mexa os pés para baixo e para cima, (fazendo movimento de compressão e relaxamento da musculatura). Isso ajuda o sangue circular melhor.

Hidrate-se

Esta condição provoca constrição dos vasos sanguíneos e hemoconcentração (o sangue “engrossa”). Assim, evite bebidas alcoólicas e mantenha uma ingestão líquida apropriada.

Veja também: Síndrome da Classe Econômica: o que é, riscos e como prevenir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *