Incontinência urinária: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

A incontinência urinária é um problema muito mais comum do que parece. Ela pode se manifestar em homens e mulheres de diferentes idades, causando bastante desconforto. Assim sendo, seu principal sintoma é a perda do controle da urina que escapa involuntariamente da uretra.

Mas por que isso acontece? Existe uma série de motivos diferentes que causam esse problema. Assim sendo, veja mais informações sobre esse assunto a seguir e saiba como prevenir e tratar a incontinência urinária de forma eficiente.

Principais informações e causas da incontinência urinária

De forma geral, o sistema urinário de homens e mulheres é bastante complexo e apresenta algumas características específicas. No entanto, existem alguns fatores que podem prejudica-lo e dessa forma resultar na incontinência urinária. Entre eles se destacam, por exemplo:

  • Consumo de alimentos e bebidas diuréticas com alta frequência;
  • Consequência de condições como infecções, estresse ou prisão de ventre;
  • Problemas como esclerose, Parkinson, AVC ou lesões na coluna;
  • Por fim, fatores de risco como gravidez, envelhecimento e cânceres.

A incontinência urinária afeta uma média de 10 milhões de brasileiros, sendo a maioria mulheres. Além disto, uma coisa importante que você precisa saber sobre esse problema é que ele se manifesta de diferentes formas.

Tipos de incontinência

A falta de controle do trato urinário acontece sob certas circunstâncias específicas e diferentes. Dessa forma, elas se dividem em diferentes categorias.

Incontinência urinária funcional

Ocorre quando a pessoa sente vontade de ir ao banheiro, mas por algum motivo se encontra impossibilitada de fazer isso. Assim, a urina acaba escapando antes da pessoa ir ao local indicado para elimina-la.

Incontinência urinária de esforço

Nesses casos a pessoa não é capaz de contrair os músculos pélvicos ao fazer algum esforço. Assim ela urina ao tossir, espirrar, fazer alguma atividade física ou se movimentar de forma mais intensa.

Incontinência urinária de urgência

Este tipo de situação se caracteriza por um desejo tão forte de ir ao banheiro que não há tempo hábil de chegar até lá. Uma das principais causas para essa situação é a chamada síndrome da bexiga hiperativa.

Incontinência por transbordamento

Por fim, essa condição se caracteriza pelo fato de haver vazamentos na bexiga, não importa a quantidade de urina que haja nela, o que causa gotejamentos. Isto acontece por algum problema no trato urinário, que pode derivar de alguma doença.

Além dessas condições, existe ainda a chamada incontinência mista. Assim, ela pode misturar uma ou mais dessas características dependendo do quadro da pessoa.

Prognóstico e tratamento da incontinência urinária

Na medida em que você estiver sofrendo com esse tipo de problema, o mais indicado é procurar um médico urologista. Dessa forma, ao explicar a situação para ele o profissional indicará uma série de exames, que podem incluir:

  • Exames de urina;
  • Ultrassonografia da região da pélvis e do abdômen;
  • Exames urodinâmicos e medições da urina;
  • Por fim, outros exames para outras condições de saúde que podem causar a incontinência.

Após entender o que está acontecendo e os motivos que tem causado o problema, o médico pode propor tratamentos específicos para corrigir o problema.

Uso de medicamentos

Existem alguns medicamentos específicos voltados para corrigir esse tipo de problema. Assim, os principais são estrogênio tópico, anticolinérgicos e bloqueadores alfa.

Cinesioterapia

Trata-se de uma série de exercícios que o médico pode lhe recomendar para fortalecer os músculos da região da pélvis, com a ajuda de um fisioterapeuta.

Uso de eletroterapia

O uso de eletrodos na região pode ajudar a estimular e fortalecer os músculos do assoalho pélvico, o que ajuda a conter a incontinência.

Uso de dispositivos

Este é outro tratamento bastante comum, principalmente para mulheres. Nesses casos aplica-se um dispositivo descartável, sobretudo antes de atividades físicas.

Terapias e injeções

Em alguns casos, esse método é o mais indicado. O médico utiliza métodos para fortalecer os tecidos da uretra, como uso de Botox e estimuladores de nervos.

Mas dependendo do caso e da gravidade do assunto, pode haver a necessidade de uma operação para tratar do problema.

Cirurgia para corrigir a incontinência

Se os tratamentos convencionais para resolver o problema não funcionarem, a intervenção cirúrgica é o caminho mais adequado. Durante esse procedimento, o médico pode optar por diferentes soluções, como por exemplo:

  • Aplicação de tiras de tecido sintético em torno da bexiga e da uretra;
  • Colocação de um esfíncter urinário artificial;
  • Cirurgia para suspender o colo da bexiga;
  • Em casos onde for necessário, cirurgia para tratar de prolapso.

Essas medidas trazem resultados bastante satisfatórios. Elas são recomendadas principalmente em casos de pessoas de mais idade, ou que tenham sofrido com problemas como câncer.

Produtos para incontinência urinária

Mesmo com a incidência desse problema, é possível ter uma vida saudável e com qualidade graças a uma série de produtos específicos. Assim sendo, entre eles alguns dos principais são:

  • Fraldas absorventes masculinas e femininas;
  • Lençóis absorventes e impermeáveis;
  • Absorventes abena e tena;
  • Calças de látex;
  • Lenços e toalhas umedecidas.

Aliando esses produtos com um tratamento eficaz para controlar e combater a incontinência urinária, as pessoas podem fazer suas atividades normalmente sem maiores problemas.

Considerações finais sobre a incontinência

Seja qual for o quadro ou a gravidade do problema, a incontinência urinária pode trazer vários problemas e prejuízos para a vida das pessoas. Mas a boa notícia é que há uma série de alternativas e tratamentos que podem corrigir a incontinência de formas eficientes.

Assim sendo, é muito importante que você mantenha a sua pele sempre limpa e seca para evitar infecções. Além disto, também é recomendável o uso de aparelhos como comadres e adote algumas medidas de prevenção, como por exemplo:

  • Fazer exercícios que fortaleçam a pélvis;
  • Evitar álcool e café em excesso;
  • Controlar o excesso de peso e a diabetes;
  • Evitar ou eliminar o tabagismo;
  • Por fim, eliminar o excesso de peso.

Na medida em que você adota um estilo de vida mais ativo e saudável, é mais fácil evitar problemas como a incontinência urinária. Por fim, não se esqueça de procurar um médico para fazer exames regularmente para verificar suas condições de saúde, tanto gerais quanto do trato urinário. Isso fará toda a diferença para você ter uma vida com mais qualidade.