Dor no Joelho no Frio: Causas e como Reduzir os Efeitos

Causas da Dor no Joelho no Frio

Lubrificação

O primeiro fator relacionado a Dor no Joelho no Frio é a alteração das propriedades físicas dos fluídos que compõem o corpo humano. Por exemplo o líquido que lubrifica as articulações (sinovial) fica mais espesso, dificultando o deslizamento articular, causando mais desconforto doloroso em pessoas portadoras de osteoartrose.

Fadiga

Nosso corpo, para tentar diminuir o efeito do frio sobre o nosso organismo, cria mecanismos que buscam produzir calor como as contrações musculares rápidas e involuntárias (tremores). Dependendo do período que o corpo fica submetido a esses tremores, há tensão e fadiga muscular com sobrecarga nos tendões.

Menos Oxigênio

O aumento da taxa metabólica para aumentar a produção interna de calor exige um maior consumo de energia, o que também leva à fadiga caso a pessoa não se alimente corretamente (por isso a fome aumenta no inverno). Ao mesmo tempo, a redução do fluxo sanguíneo na superfície do corpo (mãos e pés ficam gelados) para evitar a perda de calor, diminui a oferta de oxigênio para os tecidos, dificultando a agilidade e a potência da musculatura.

Como Reduzir a Dor no Joelho no Frio ?

Segundo Yeda Bellia, fisioterapeuta responsável pela Fisioterapia Yeda Bellia, algumas medidas podem ser tomadas com o objetivo de reduzir o efeito do frio nos Joelhos (assim como nas demais articulações).

O Que fazer ?

Manter a Região aquecida

Segundo a fisioterapeuta, Joelheiras que mantêm a região aquecida e oferecem leve compressão, ajudam a minimizar os efeitos das temperaturas mais baixas. Caso haja maior necessidade de suporte e estabilidade um médico poderá indicar joelheiras articuladas, ou até mesmo Braces para Joelho

Atividades Físicas Específicas

Um programa de atividades físicas específicas no tempo frio, pode otimizar a irrigação sanguínea, aumentar o controle muscular (propriocepção) e a flexibilidade. Na Fisioterapia Yeda Bellia promovemos o treino no Power Plate que ajuda a aumentar a circulação sanguínea em até 70%, além de melhorar a propriocepção com risco mínimo de lesão.

Tratar Lesões

Aplicações de Laser também permitem o aumento da irrigação sanguínea no ponto doloroso, mesmo em casos crônicos, ajuda no alívio da dor e do edema na articulação, em casos de artrite reumatóide, osteoartrite, bursite, neurite e espasmos musculares.